terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Eclesiastes 6:1-7 O ativismo não preenche o vazio da alma!

Salomão diz que "todo trabalho do homem é para a sua boca, e, contudo, nunca se satisfaz a sua cobiça" (Ec 6:7). Ele insiste em um ponto tão real para o homem moderno em sua rotina industrial quanto o era para o lavrador primitivo que mal tirava da terra o seu sustento.
Salomão faz da boca uma representação metafórica de todos os desejos e apetites dos homens. O trabalho é aqui apresentado como uma tentativa para somente satisfazer os apetites, o que não é um objetivo muito nobre. O homem rico tendo muito mais que simplesmente o alimento necessário, não está em condições melhores que o homem que trabalha arduamente, apenas para comer. Todavia, vale ressaltar, que Salomão destaca a idéia de um labor digno ser recompensado na outra vida, fato que é tão importante para o Cristianismo (1ª Co 15:58 ; Hb 6:10 ; Ap 22:12).
O trabalho terreno, por si mesmo, não preenche o vazio da alma (Ec 1:8 ; 6:7b). O apóstolo João afirma: "Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo" (1ª Jo 2:16). A cobiça se define como o desejo desordenado de adquirir coisas, posição social, fama, proeminência secular ou religiosa. Pode incluir também a tentativa de apossar-se do que pertence ao próximo (Ex 20:17). Jesus repudiou o espírito ganancioso (Mt 7:22).
Além destes males, a cobiça promove também a desonestidade contra o próximo (2ª Pe 2:3,14). Salomão escreveu que: "Melhor é a vista dos olhos do que o vaguear da cobiça..." (Ec 6:9). O vaguear ou andar ocioso significa viver separado de Deus. Os ambiciosos que só buscam os lucros materiais nunca se satisfazem (1ª Tm 6:9).
Em Cristo,

                 Tarcísio Costa de Lima

Um comentário:

APÓSTOLO DA FÉ ♥♥♥ MILTON RABAYOLI disse...

AMADO, EU AMEI ESTE TEXTO E APRECIARIA POSTAR O MESMO, MENCIONANDO A ORIGEM, NO MEU BLOG... VEJA www.bpmiltonrabayoli.blogspot.com

QUERO QUE O SR. SIGA MEU BLOG TB. PAZ